Bilionários – Ricardo Geromel

No início do século XX, Napoleon Hill dedicou mais de 20 anos entrevistando as pessoas mais bem sucedidas do mundo. Ele descobriu que, independentemente do setor de negócios, TODAS apresentavam características em comum. Compilou todas essas similaridades, editou um livro histórico que virou best seller mundial, e se tornou conselheiro de vários presidentes.

Cem anos depois de incontáveis mudanças no mundo,  um brasileiro fazer uma segunda versão do estudo. Ricardo Geromel tomou para si a responsabilidade de estudar as características em comum dos bilionários do século XXI.

Pra entender o motivo que culminou com este livro, é necessário contar um pouquinho da trajetória de Ricardo. Ele já negociou commodities em bolsas de valores, desenvolveu projetos de logística na África, e atualmente gerencia um clube de futebol (por sinal, Ricardo é irmão do Pedro Geromel, jogador do Grêmio). Mas antes de assumir o comando do Fort Lauderdale Strikers, passou um bom tempo trabalhando para a Forbes.

O trabalho de Ricardo na Forbes era investigar diariamente os maiores bilionários do mundo. No entanto, começou a perceber que eles apresentavam características em comum, independentemente dos negócios que comandavam. Ricardo também resolveu compilar as informações em um livro.

Após muitas entrevistas e conversas pessoais com vários bilionários, Ricardo elencou oito principais características inerentes a todos os bilionários.

1. GOSTAR MAIS DE GANHAR DO QUE DE GASTAR

Para chegar ao topo, em qualquer área, são necessárias, no mínimo, 10 mil horas de dedicação. E você só pode se dedicar tantas horas se realmente gostar do que faz.

É mais fácil chegar ao topo se você trabalhar com algo que goste de fazer. E bilionários gostam tanto do que fazem, que o prazer em trabalhar é maior do que o prazer em gastar.

2. BILIONÁRIO É EMPREGADOR E NÃO EMPREGADO

De fato, você não pode ganhar muito dinheiro trabalhando para outra pessoa. Ou você empreende ou vai acabar trabalhando para alguém que seguiu o próprio sonho.

3. TUBARÃO NADA COM TUBARÃO, SARDINHA NADA COM SARDINHA

O cônjuge, amigos e colegas de trabalho são o principal fator determinante do curso que sua vida vai tomar. Você é a média das cinco pessoas com quem passa mais tempo.

Tubarões são aqueles que estão em busca de desenvolvimento pessoal e profissional, desafios constantes, crescimento e inovação sustentável, tem responsabilidade social, e brilho nos olhos graças ao desejo ardente pelo sucesso. Ao procurar sócios lembre-se de que eles devem ter um conjunto de habilidades diferentes das suas.

“Sozinho você não é nada. Mas quando você está com um time, eles podem fazer você parecer ótimo.” – Larry Ellison, fundador da Oracle

4. BILIONÁRIO ENTENDE O PODER DA EDUCAÇÃO

Mark Twain é o autor da célebre frase: “Eu nunca deixei a escola interferir com minha educação”. Os bilionários entendem que educação é essencial para chegar e se manter no topo e, assim como Twain, sabem a diferença entre diploma e educação.

“Ouvir o que é agradável aos ouvidos é moleza e qualquer um consegue. Mas a evolução só acontece quando revemos comportamentos, mudamos pontos de vista limitantes e nos atrevemos a questionar com coragem o corriqueiro, juntamente com todos os valores praticados pelas grandes massas. A partir daí, temos alguma chance de nos destacarmos da multidão”. Flavio Augusto, Wise Up

5. BILIONÁRIO PERMITE-SE FRACASSAR, ATÉ ALCANÇAR O SUCESSO


Fracasso é sinônimo de sucesso se aprendermos as lições.

A melhor maneira de desenvolver o caráter é encontrando e superando fracassos que ajudarão a desenvolver habilidades não cognitivas, como persistência, autocontrole, curiosidade, coragem e autoconfiança.

Um traço de personalidade que é o mais relacionado ao sucesso, não importa em qual campo, é a persistência.

6. BILIONÁRIO É SENSÍVEL À FILANTROPIA

Filantropia não é caridade. Caridade é só assinar cheques. Filantropia é um investimento que você quer um retorno, quer se trate de avanços em pesquisas científicas ou de desempenho na educação ou atrair o público para as artes. Você quer ver resultados. Caridade é “dar o peixe” e filantropia é “ensinar a pescar.”

7. BILIONÁRIO FOCA NO PRESENTE 

O modus operandi dos bilionários é estar sempre 100% presente no que estão fazendo, e fazer com que os outros também se sintam importantes.

O autor comenta que em nas conversas com os bilionários ele sentiu como se o bilionário fosse ele! Os bilionários não ficavam dividindo as atenções com celulares, TV, redes sociais, etc. Eles estavam 100% presentes nas entrevistas, e se mostravam inteiramente dedicados ao momento.

“Escuta empática para ser genuinamente influenciado por uma pessoa, o que os obriga a retribuir, a te ouvir e ter uma mente aberta para ser influenciado por você, criando uma atmosfera de carinho…” Stephen Covey

8. TEMPERAR TUDO COM TENACIDADE E BRILHO NOS OLHOS.

Há mais de 2 mil anos, os mais sábios aconselham a, antes de mais nada, ter clareza sobre os seus pontos fracos e fortes, e saber quem você é e quem você não é.

Vale muito mais a pena dedicar a maior parte do seu tempo às suas paixões do que tentar ser uma espécie de super-homem, bom em tudo.

Siga suas paixões e o sucesso vai te seguir. Com paixão é mais fácil encontrar energia, entusiasmo e motivação que são capazes de te levar a lugares que você não pode prever até isso acontecer.

“Você comprovará que riqueza, prosperidade e sucesso estão mais relacionados à sua postura mental – à sua maneira de pensar, acreditar e agir – do que a fatores tangíveis. A riqueza começa dentro de cada um”. Carlos Wizard

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s